Enxerto ósseo é um procedimento muito complexo?

Muitas pessoas ficam com receio em pensar na utilização de um enxerto ósseo, porém muitas vezes trata-se de um procedimento simples, realizado de forma rápida e segura.

Qual a diferença do enxerto em pó para o enxerto em bloco?

Os enxertos em pó são indicados em situações como:

  • Preenchimentos em pequenos defeitos no momento da instalação do implante
  • Cirurgias de levantamento de seio maxilar
  • Defeitos ósseos pós extração dentária
  • Pequenos ganhos de altura ou espessura óssea

O enxerto em bloco é utilizado quando a perda de altura ou espessura óssea não permite a instalação de um implante, sendo necessário a reconstrução do osso naquele local.

Fiz uma avaliação no dentista e ele disse que eu precisava fazer enxerto. Ósseo. Existe alguma outra forma de eu conseguir fazer implantes?

Aqui no Instituto Gatto de Odontologia contamos com o diretor clínico Dr. Carlos Henrique, que tem uma experiência muito grande com cirurgias e implantes dentários.

Existem diversas técnicas que se utilizadas por um profissional experiente, podem evitar a necessidade de enxertos. É muito comum recebermos pacientes que vem preocupados em ter que fazer enxertos.

Mas ao serem avaliados pelo Dr. Carlos Henrique, acabam sendo tratados sem necessidade de enxertos, sem comprometer o resultado final.

De onde é tirado o enxerto ósseo?

Os enxertos em pó são obtidos através de processos laboratoriais e comercializados por empresas. O mais utilizado é a Hidroxiapatita (um componente encontrado nos ossos de forma geral).

Os enxertos em bloco mais utilizados são retirados do próprio paciente, em áreas doadoras como mento (queixo) e ramo da mandíbula (próximo a região dos dentes do ciso).

× Fale conosco pelo WhatsApp