Neste post, explico os motivos para realizar a prótese protocolo e como funciona o tratamento.

Perda óssea devido ao uso de próteses totais (dentadura)

A perda dos dentes prejudica muito a qualidade de vida de uma pessoa.

A diminuição da autoestima, a insegurança, a dificuldade na mastigação e até mesmo a perda de sabor dos alimentos, estão entre os fatores que tornam a reabilitação oral com próteses totais (dentadura) normalmente ruim.

Após a perda dos dentes, inicia-se um processo de reabsorção (atrofia) dos ossos Maxilares.

Veja o que acontece com a perda óssea nos vídeos abaixo:

Perda óssea da maxila

Perda óssea com ausência de dentes

Essa perda óssea vai dificultando cada vez mais a utilização de próteses. O uso contínuo desses tipos de próteses acelera esse processo, principalmente se a prótese não é trocada com frequência (5 a 6 anos).

Próteses que ficam caindo, que machucam, que saem com facilidade, se tornam comuns.

Veja o que acontece com o osso da mandíbula quando não se tem mais dentes:

Reabsorção óssea causada pela falta dos dentes

Em alguns casos, quando houver atrofia óssea, pode ser necessário fazer algum tipo de enxerto ósseo para a preparação inicial da boca antes de realizar outros procedimentos.

 

Qual é a solução para esse problema?

A melhor opção para resolver esse problema é utilizar alguns implantes dentários para fixar uma prótese.

Esse tratamento ficou conhecido como “PRÓTESE PROTOCOLO DE BRANEMARK”.

 

Como funciona a Prótese Protocolo

Como citado acima, a Prótese Protocolo é a solução para resolver o problema causado pela perda dos dentes e, consequentemente, a perda óssea.

A cirurgia para instalação dos implantes não costuma passar de 1 hora, quando realizada por um profissional bem treinado.

Uma vez tomados os devidos cuidados e medicamentos, o processo costuma ser bem confortável, até mesmo mais do que extrações dentárias.

Após cicatrizados os implantes, a parte correspondente aos dentes é então parafusada, e ao contrário do que mostra nos vídeos abaixo, não se vê espaços grandes entre a gengiva e os dentes, sendo bastante confortável, sem promover a retenção de alimentos.

A prótese protocolo pode ser realizada tanto na parte superior, quanto na parte inferior da boca.

 

Parte superior da Prótese Protocolo

Não existe uma regra para o número de implantes necessários, em média são 6 para a parte superior, podendo variar de 4 a 8, ou conforme determinar a avaliação do cirurgião, sempre visando maior segurança para o paciente.

O céu da boca fica livre, permitindo sentir melhor o sabor dos alimentos. Melhora a autoestima e garante confiança por ser fixa.

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Parte superior

 

Parte inferior da Prótese Protocolo

Não existe uma regra para o número de implantes necessários, em média são 5 para parte inferior, podendo variar de 4 a 7, ou conforme determinar a avaliação do cirurgião, sempre visando maior segurança para o paciente.

O apoio fica somente sobre os implantes, portanto ao mastigar não corre o risco de machucar a gengiva. Melhora a autoestima e garante confiança por ser fixa.

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Parte inferior

 

Como funciona a higienização da boca depois de realizar a Prótese Protocolo?

A higiene é realizada normalmente com uso de escovas, fios e aparelhos específicos para higienização!

Uma mudança de vida!

 

Venha conversar com a gente pessoalmente!

Depois de quase 15 anos de trabalho, cursos de pós graduação, participação em congressos e constante atualização, eu e minha equipe na IGO Implantes temos um excelente conhecimento para tirar todas as suas dúvidas relacionadas a implantes e realizar o seu sonho fazer este procedimento.

Agende sua consulta pelos telefones (18) 3117-7502 (18) 98202-2000 (WhatsApp) ou clique aqui para entrarmos em contato com você.

Será um prazer atendê-lo.

Um grande abraço!

Dr. Carlos Henrique de Oliveira CROSP-RT 81541

× Fale conosco pelo WhatsApp